Terminais

Basicamente um terminal hidroviário é constituído por um atracadouro e uma estrutura de retroporto, com conexão em terra com um ou mais modais de transporte, seja rodoviário, ferroviário ou dutoviário. Funciona como elo de ligação entre estas modalidades de transporte, permitindo a realização da transferência das cargas entre embarcações, caminhões, trens e dutos. Os terminais na Hidrovia Tietê-Paraná foram estabelecendo-se desde os anos 70, como elementos integrantes de rotas multimodais e pertencem tanto a operadores logísticos quanto a empresas embarcadoras de carga. Esses terminais são especializados, variando desde simples monta-cargas para cana-de-açúcar ou calcário, até instalações com tecnologia mais avançada de movimentação de grãos, farelos e óleos vegetais, entre outros, associados aos grandes processadores de matéria-prima.